Últimas notícias em 2021-07-30 10:29:52 AM

2021-07-30 10:14 AM Mais de R$ 42,3 M Fleury distribuirá JSCP
O Fleury (B3: FLRY3) aprovou a distribuição de JSCP (juros Sobre Capital Próprio) no valor de pouco mais de R$ 42,3 M.

O valor bruto por ação será de R$ 0,13386012327 e terá como base de cálculo a composição acionária de 2021-08-03. As ações serão negociadas 'ex-JSCP' a partir de 2021-08-04 (inclusive).

O pagamento dos JSCP será realizado em 2021-08-16 e haverá 15% de IRRF.
Leia mais ...

2021-07-30 10:05 AM Valor total segue em R$ 3 B Cielo altera detalhes da 5ª emissão de debêntures
A Cielo (B3: CIEL3) alterou alguns detalhes de sua 5ª emissão de debêntures, emitidas no valor total de R$ 3 B.

Com relação à data de vencimento, ressalvadas as possibilidades de regate antecipado, o prazo será de 2 anos, 1 mês e 17 dias contados da data de emissão. Sendo assim, o vencimento será em 2021-08-04.

Acerca da amortização, sem prejuízo da liquidação antecipada decorrente de resgate antecipado, o valor unitário das Debêntures será amortizado em única parcela 2021-08-04.

Já a remuneração será paga e devida sempre no dia 18 dos meses de junho e dezembro de cada ano, sendo que o 1º pagamento ocorreu em 2019-12-18 e o último, excepcionalmente, em 2021-08-04.
Leia mais ...

2021-07-30 9:56 AM Pela 12ª vez; Montante de R$ 350 M EDP São Paulo emitirá debêntures
A EDP São Paulo (B3: EBEN3 e EBEN4) anunciou sua 12ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, em série única, sob distribuição pública com esforços restritos, no valor total de R$ 350 M.

Ao todo, serão emitidas 350 K debêntures a R$ 1 K cada. Segundo a Companhia, os recursos líquidos obtidos serão destinados, exclusivamente, ao:
  • Refinanciamento e alongamento do prazo médio de seu passivo;
  • Reforço de seu capital de giro.

A data de emissão está por ser definida e não haverá atualização monetária. Todavia, sobre o valor unitário, incidirão juros remuneratórios correspondentes a 100% da variação acumulada das taxas médias diárias do DI de 1 dia, 'over extra-grupo', base 252 dias úteis, acrescida de sobretaxa de 1,25% ao ano, base 252 dias úteis.
Leia mais ...

2021-07-30 9:44 AM 1ª parcela será de quase R$ 390 M BR pagará JSCP de forma antecipada
A BR Distribuidora (B3: BRDT3) anunciou o pagamento antecipado de parcela de JSCP (Juros Sobre Capital Próprio) do exercício de 2021.

Esta 1ª parcela será composta de R$ 388,7 M e será paga em 2021-09-29, havendo, depois, pagamento complementar de R$ 166 M em 2021-12.

Para a 1ª parcela, o montante bruto por ação será de R$ 0,33367209399 por ação e terá base na posição acionária de 2021-09-13 (inclusive).

Após a 1ª parcela, as ações da Companhia passarão a ser negociadas 'ex-JSCP' a partir de 2021-09-14. Desse valor ainda será deduzido o valor relativo ao IRRF, com exceção dos acionistas comprovadamente imunes e/ou isentos.

Em relação à 2ª parcela, a Companhia informou que o valor exato, assim como a data base da posição acionária, serão objeto de nova comunicação ao mercado tão logo seja conhecida a TJLP aplicada ao 4T/2021.
Leia mais ...

2021-07-29 12:41 PM Após 12 compras neste mês por R$ 36,9 M Espaçolaser chega a 100 lojas adquiridas em 2021
A Espaçolaser (B3: ESPA3) atualizou os números de franquias próprias adquiridas. A Companhia comunicou que, em 2021-07, nos dias, 01,21,26 e 27, adquiriu 12 lojas de sua marca, chegando a um total de 100 franquias adquiridas em 2021.

As lojas recém-compradas estão distribuídas nos estados do Amapá, Rio de Janeiro, Paraíba, São Paulo e Minas Gerais e custaram aos cofres da empresa o valor total de R$ 36,9 M.

A Companhia justificou ainda que a conclusão desta etapa em seu trabalho 'é passo importante para seu crescimento e desenvolvimento, com a retomada do direito de preferência das regiões anteriormente detidas pelos acionistas vendedores'.
Leia mais ...

2021-07-29 12:15 PM 10ª emissão será de R$ 480 M CCR anuncia debêntures da SPVias
A CCR (B3: CCRO3) anunciou a 10ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, com garantia adicional fidejussória, com condição suspensiva, em série única e que serão objeto de oferta pública de distribuição, de sua controlada, a SPVias.

O valor total da emissão será de R$ 480 M e os demais detalhes da emissão serão divulgados em breve no Instrumento Particular de Escritura.
Leia mais ...

2021-07-29 12:06 PM Após venda para a Equatorial CEEE-D fará sua 1ª emissão de debêntures
Após sua compra pela Equatorial (B3: EQTL3), a CEEE-D (B3: CEED3 e CEED4) anunciou sua 1ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, com garantia adicional fidejussória, em 2 séries, para distribuição pública com esforços restritos.

O valor total de emissão será de R$ 1,5 B, sendo R$ 1,2 B na 1ª Série e R$ 300 M na 2ª Série. O valor unitário de cada um dos 1,5 M papéis (1,2 M na 1ª Série e 300 K na 2ª Série) será de R$ 1 K.

A data de emissão das debêntures será 2021-08-15, enquanto que seu vencimento será 2026-08-15 (1ª Série) e 2029-08-15 (2ª Série).

Os recursos captados pela Companhia, segundo a própria, terão os seguintes destinos:
  • Os valores da integralização das debêntures da 1ª Série serão utilizados para o pagamento antecipado do passivo financeiro da Companhia decorrente de dívidas com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e a Agence Française de Developpement, enquanto o remanescente destes recursos serão utilizados para gestão ordinária dos negócios da Companhia;
  • Os valores da integralização dos papéis da 2ª Série serão destinados ao custeio de despesas já incorridas e/ou a incorrer relativas ao projeto de expansão, renovação ou melhoria da infraestrutura de distribuição de energia elétrica, sendo certo que tais recursos serão integralmente alocados no pagamento futuro ou no reembolso de gastos, despesas ou dívidas relacionados aos projetos que ocorreram em prazo igual ou inferior a 24 meses contados da data de envio da comunicação de encerramento da Oferta Restrita.

O pagamento da amortização programada (sendo a 1ª parcela a ser paga em 2022-02-15) será realizado da seguinte forma:
  • O valor unitário da 1ª Série será amortizado em 4 parcelas;
  • O valor unitário atualizado das debêntures da 2ª Série será amortizado em 2 parcelas.

Somente a 2ª Série terá atualização monetária, o que ocorrerá balizada pela variação acumulada do IPCA.

Cada série terá a seguinte estrutura de remuneração:
  • 1ª Série: Juros remuneratórios prefixados correspondentes à variação acumulada de 100% das taxas médias diárias dos DI de 1 dia, 'over extra-grupo', base 252 dias úteis, além de sobretaxa de até 1,45% e a ser definida após o Bookbuilding, também com base 252 dias úteis;
  • 2ª Série: Juros remuneratórios prefixados correspondentes a determinado percentual ao ano, base 252 dias úteis, a ser definida durante o Bookbuilding, equivalentes ao maior entre percentuais do Tesouro IPCA+, ou 4,45% ao ano, base 252 dias úteis.
Leia mais ...

2021-07-29 11:32 AM Mais de R$ 2,5 M com quase 408 K ações GPA aumentará capital com emissão de ações
O Grupo Pão de Açúcar (CBD) (B3: PCAR3 e PCAR99), em decorrência do exercício de opção de compra de ações de séries contidas em seus planos de remuneração e de opções, irá aumentar seu capital mediante emissão de ações.

O aumento será de R$ 2,5 M, mediante emissão de 407,7 K ações ON, sendo:
  • 237,8 K ao preço de emissão de R$ 0,01 cada, fixado de acordo com o Plano de Remuneração, totalizando R$ 2,3 K, relativas ao exercício da Série B5;
  • 164 K ao preço de emissão de R$ 15,42 cada, fixado de acordo com o Plano de Opções, totalizando R$ 2,5 M, relativas ao exercício da Série C5;
  • 1,1 K ao preço de emissão de R$ 0,01 cada, fixado de acordo com o Plano de Remuneração, totalizando R$ 11,35, relativas ao exercício da Série B6;
  • 1,5 K ao preço de emissão de R$ 17,39 cada, fixado de acordo com o Plano de Opções, totalizando R$ 27,2 K, relativas ao exercício da Série C6;
  • 1,3 K ao preço de emissão de R$ 0,01 cada, fixado de acordo com o Plano de Remuneração, totalizando R$ 13,52, relativas ao exercício da Série B7;
  • 1,8 K ao preço de emissão de R$ 12,60 cada, fixado de acordo com o Plano de Opções, totalizando R$ 23,4 K, relativas ao exercício da Série C7.

Por conseguinte, o capital social da Companhia passará dos atuais R$ 5,855 B para R$ 5,858 B, dividido em 269,3 M ações ON.
Leia mais ...

2021-07-29 10:13 AM 51% de fatia custará R$ 2 B à controlada da Cosan Compass e Petrobras se entendem por Gaspetro
A Compass, subsidiária da Cosan (B3: CSAN3) oficializou a compra dos 51% da Gaspetro pertencentes à Petrobras (B3: PETR3 e PETR4) por R$ 2,030 B. O valor de aquisição será pago no fechamento da transação.

A conclusão da operação está sujeita ao cumprimento de determinadas condições suspensivas, que incluem a observação do prazo para exercício do direito de preferência de outros acionistas da Gaspetro e suas investidas e a aprovação pelos órgãos competentes, como o CADE.

Sobre a Gaspetro
A Gaspetro é uma holding que detém participações em 19 distribuidoras de gás, que operam com exclusividade os serviços locais de distribuição de gás canalizado em diversos estados do Brasil.

Suas redes de distribuição somam aproximadamente 10 K km, atendendo a mais de 500 K clientes, com volume distribuído de cerca de 29 M m³/dia.

Confira abaixo os fatos que envolveram a venda da Gaspetro:
Leia mais ...

2021-07-29 10:07 AM Firm value é de mais de R$ 200 M D'or São Luiz compra hospital em Feira de Santana
A Rede D'or São Luiz (B3: RDOR3), por meio de sua controlada, o Hospital Esperança, garantiu a compra do Hospital Santa Emília, localizado em Feira de Santana/BA. O valor de firma da Companhia é de pouco mais de R$ 201,2 M, valor do qual será deduzido o endividamento líquido, que não foi divulgado.

O fechamento da operação está sujeito a verificação de determinadas condições usuais. 

O Santa Emília é uma maternidade e hospital geral de referência na cidade de Feira de Santana, contando com 109 leitos já com a expansão de 35 leitos em andamento, com capacidade para expansão futura de até 115 leitos, chegando ao total de até 224 leitos.

Segundo cálculos divulgados pela Rede D'or, a previsão de EBITDA para o Santa Emília é de R$ 27 M no ano de 2022, com parte das sinergias incorporadas, o que representa múltiplo valor de firma/EBITDA de 7,5x.

A Companhia afirmou que 'esta operação reforça o compromisso da Companhia com sua estratégia de expansão e visão de longo prazo com o ingresso em novos mercados'.
Leia mais ...

2021-07-29 9:51 AM Em R$ 345 M Smartfit aumentará capital social
A Smartfit (B3: SMFT3) obteve autorização de seu Conselho de Administração para aumentar seu capital em R$ 345 M.

A operação será consumada mediante a emissão de ações ON a serem emitidas com a exclusão do direito de preferência dos atuais acionistas da Companhia na subscrição dos papéis.

Serão emitidas 15 M de novas ações, que serão vendidas a R$ 23 cada. Dessa forma, o capital da academia passará de R$ 2,6 B para R$ 2,9 B, passando sua divisão de 571,2 M ações para 586,2 M.

Mais detalhes sobre a emissão deverão ser divulgados em breve.
Leia mais ...

2021-07-28 12:58 PM Cada papel valerá R$ 1 K Le Biscuit emitirá até 120 K debêntures
A Lojas Le Biscuit aprovou sua 4ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, em série única, de espécie quirografária, com garantia adicional real e para colocação privada no valor total de até R$ 120 M.

Serão emitidas até 120 K a R$ 1 K cada. O propósito das debêntures é o de serem vinculá-las como lastro para a emissão de CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários) da 283ª série da 4ª emissão, os quais serão distribuídos por instituição financeira integrante do sistema de distribuição de valores mobiliários por meio de oferta pública, com esforços restritos de distribuição, sob o regime de melhores esforços de colocação.

Em breve, a Companhia deverá divulgar mais detalhes, bem como a data de emissão.
Leia mais ...

2021-07-28 12:46 PM No início de agosto WEG pagará dividendos intermediários
A WEG (B3: WEGE3) realizará o pagamento de dividendos intermediários no valor total de R$ 663,6 M, correspondente a R$ 0,158175000 por ação.

A data-base a ser considerada é 2021-07-30, sendo que, de 2021-08-02 em diante, as ações serão negociadas 'ex-dividendos'. O pagamento do provento, bem como dos JSCP (Juros Sobre Capital Próprio) declarados em 2021-03 e 2021-06, ocorrerá em 2021-08-11.
Leia mais ...

2021-07-28 12:37 PM Na casa de R$ 4 B Assaí anuncia emissão de notas e de debêntures
O Assaí (B3: ASAI3) anunciou a emissão de promissórias e de debêntures.

No caso das promissórias, o montante total da 2ª emissão será de R$ 2,5 B, sendo que serão objeto de distribuição pública com esforços restritos de distribuição.

A data de emissão e demais condições e características das notas serão detalhadas e reguladas por meio de suas respectivas cártulas, que, segundo a Companhia, serão oportunamente submetidas a nova deliberação por parte de seu Conselho de Administração.

Já as debêntures serão sua 3ª emissão, no formato simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, em até 2 séries, no montante total de R$ 1,5 B para colocação privada.

Tais debêntures servirão de lastro da operação de distribuição pública de CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários) das 428ª e 429ª séries da 1ª emissão, no valor de R$ 1.5 B.

As debêntures serão objeto de colocação privada, sem intermediação de instituições integrantes do sistema de distribuição de valores mobiliários e/ou qualquer esforço de venda perante investidores e não serão registradas para distribuição e negociação na B3 ou mercado de balcão não organizado.

Os recursos a serem captados, por meio das debêntures, serão destinados ao reembolso de gastos e em investimentos futuros em expansão e/ou manutenção de imóveis da Companhia.
Leia mais ...

2021-07-28 12:14 PM Concluindo a transformação do banco Sérgio RIal deixa comando do Santander em 2021-12
Completando sua transformação e reestruturação, o Santander (B3: SANB3, SAN4 e SANB11) anunciou que Sérgio Rial, atual CEO, deixará o posto em 2021-12-31 e assume, no dia seguinte, a presidência do Conselho de Administração da Companhia. Ele ainda permanece no Conselho do Grupo Santander na Espanha, além da posição de chairman no Brasil.

O atual presidente do Conselho de Administração, Álvaro de Souza, , deixará a presidência do Conselho de Administração da Companhia também em 2021-12-31 e permanecerá como membro independente do Conselho do Grupo Santander na Espanha.

O futuro Diretor Presidente será o atual Vice-Presidente da área de empresas, Mario Roberto Opice Leão. Mario é graduado pela Escola Politécnica de São Paulo/SP e conta com longa carreira no setor financeiro, tendo passado por Citibank, Goldman Sachs e Morgan Stanley, entre outras e é membro do Comitê Executivo do Banco há 4 anos.

Ele assumirá a Presidência Executiva a partir de 2022-01-01 e será indicado para vaga no Conselho de Administração.

Na posição da liderança regional para a América do Sul, Sérgio Rial será substituído por Carlos Rey de Vicente, atual Vice-Presidente de Finanças e também integrante do Comitê Executivo do Santander.

JSCP
O Santander anunciou também o pagamento de JSCP (Juros Sobre Capital Próprio) no total de R$ 3,4 B, que, após a aplicação do IRRF, terá valor líquido de R$ 2,89 B, salvo acionistas imunes e/ou isentos.

Cada ação ON corresponde a R$ 0,43404493761 bruto (R$ 0,36893819697 líquido), as PNs R$ 0,47744943137 (R$ 0,40583201667 líquido) e Units R$ 0,91149436899 (R$ 0,77477021364 líquido).

Farão jus ao provento os acionistas que se encontrarem inscritos nos registros da Companhia em 2021-08-04 (inclusive). A partir de 2021-08-05 (inclusive), as ações da Companhia serão negociadas 'ex-JSCP'.

Os JSCPs serão pagos a partir de 2021-09-03 e imputados integralmente aos dividendos obrigatórios a serem distribuídos pela Companhia referentes ao exercício de 2021 sem remuneração a título de atualização monetária.
Leia mais ...

2021-07-28 11:23 AM Foram emitidas 200 K a R$ 1 K cada Cury integraliza debêntures
A Cury (B3: CURY3) realizou a integralização no âmbito da 2ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, em série única, com esforços restritos de distribuição e aprovada em 2021-06.

Foram emitidas 200 K debêntures a R$ 1 K cada, totalizando R$ 200 M, com prazo de vencimento de 60 meses, ou seja, em 2026-07-12. A emissão foi destinada exclusivamente a investidores profissionais.

Segundo a Companhia, os recursos obtidos com a emissão serão destinados para o reforço de seu capital de giro.
Leia mais ...

2021-07-28 11:07 AM Mais de R$ 3 B ao todo CSN e CSN Mineração pagarão dividendos
A CSN (B3: CSNA3) e sua controlada, a CSN Mineração (B3: CMIN3), oficializaram o pagamento de mais de R$ 3 B (ao todo) em dividendos.

A siderúrgica pagará R$ 1,7 B, correspondente à R$ 1,26801069070972 por ação, a ser pago em 2021-08-10. A data-base acionária a ser usada como referência será 2021-07-30, com as ações passando a ser negociadas 'ex-dividendos' em 2021-08-02.

Já a mineradora deliberou mais de R$ 288,4 M, complementares aos R$ 1,6 B pagos anteriormente (antecipação de dividendos) e referentes ao exercício de 2020. O valor corresponde a R$ 0,051581582 por ação.

Ainda, a CSN Mineração, por meio de seu Conselho de Administração deliberou a distribuição de dividendos em cima do lucro apurado no 1S/2021, no montante de pouco mais de R$ 1,8 B, ou R$ 0,330526359 por ação.

Assim como sua controladora, a CSN Mineração também disponibilizará ambos os dividendos em 2021-08-10, sendo que a data-base acionária a ser usada como referência será 2021-07-30, com as ações passando a ser negociadas 'ex-dividendos' em 2021-08-02.
Leia mais ...

2021-07-27 1:36 PM Há estudos para realização de OPA SPTuris: Prefeitura de SP poderá cancelar registro
A SPTuris (B3: AHEB3, AHEB5 e AHEB6) confirmou informações da imprensa acerca do cancelamento de seu registro na CVM.

Segundo a Companhia, a Prefeitura de São Paulo, controladora da empresa, estuda possível realização de OPA visando o cancelamento.

Todavia, a SPTuris ressaltou que a decisão acerca do tema ainda não foi tomada pela Prefeitura.
Leia mais ...

2021-07-27 1:15 PM Fabricada pela chinesa Sinopharm Blau pede à ANVISA aprovação de vacina da Covid-19
A farmacêutica Blau oficializou à ANVISA pedido de autorização para uso emergencial da vacina contra a Covid-19 produzida pela Sinopharm e distribuída no Brasil pela Companhia.

Segundo a Blau, tal vacina é aprovada para uso emergencial pela OMS no programa do Covax Facility e está presente em mais de 50 países, inclusive da América do Sul, como: Argentina, Bolívia, Equador, Peru e Venezuela.

Acordo comercial entre chineses e brasileiros
Pouco antes de formalizar o pedido, a Blau teve reunião com representantes da Sinopharm para alinhar a distribuição exclusiva de sua vacina contra a Covid-19 no País.

Neste sentido, a Blau afirmou que tem como estratégia 'o incremento de seu campo de atuação e possui estrutura de novos negócios estratégicos para buscar oportunidades, sendo uma delas, o desenvolvimento e/ou a distribuição de uma vacina voltada ao combate da pandemia de Covid-19'.

As 2 empresas já possuem acordo comercial com relação ao medicamento Propofol. Desta forma, a Blau confirma que 'vem discutindo seu interesse em ampliar e desenvolver novas parcerias comerciais' com a chinesa.
Leia mais ...

2021-07-27 12:55 PM Controlada também captará recursos Elfa aprova empréstimo de R$ 32 M
A Elfa Medicamentos aprovou, em reunião de seu Conselho de Administração, a contratação de empréstimo junto ao Citibank no valor de R$ 32 M por meio de moeda estrangeira.

Sobre o financiamento, incidirá juros de CDI + 2,25% a.a. + flat fee de 0,2% da operação, com prazo de vencimento de 36 meses, com pagamentos de juros e principal semestralmente e carência de Principal de 12 meses contadas da data de desembolso, o que ocorrerá até 2021-07-30 e com outorga de garantia ao banco na forma de cessão de recebíveis da Companhia e de quaisquer de suas subsidiárias no valor de 50% do total da dívida.

2º empréstimo
Ainda, a farmacêutica aprovou a contratação de outro empréstimo, mas por sua controlada, a Nacional Comercial Hospitalar, junto ao Santander, também por meio de moeda estrangeira e no valor de R$ 40 M, com juros de CDI + 1,60% a.a. + flat fee de 0,2% da operação, com pagamento à vista no vencimento dentro do prazo de 12 meses contados da data de desembolso, o que também ocorrerá até 2021-07-30 e com outorga de garantia ao banco na forma de cessão de recebíveis da Nacional e de quaisquer outras suas subsidiárias do grupo no valor de 50% do total da dívida.
Leia mais ...


Ver mais antigas