2021-07-28 12:14:00 PM Concluindo a transformação do banco

Sérgio Rial deixa comando do Santander em 2021-12

[Solers]

Completando sua transformação e reestruturação, o Santander (B3: SANB3, SAN4 e SANB11) anunciou que Sérgio Rial, atual CEO, deixará o posto em 2021-12-31 e assume, no dia seguinte, a presidência do Conselho de Administração da Companhia. Ele ainda permanece no Conselho do Grupo Santander na Espanha, além da posição de chairman no Brasil.

O atual presidente do Conselho de Administração, Álvaro de Souza, deixará a presidência do Conselho de Administração da Companhia também em 2021-12-31 e permanecerá como membro independente do Conselho do Grupo Santander na Espanha.

O futuro Diretor Presidente será o atual Vice-Presidente da área de empresas, Mario Roberto Opice Leão. Mario é graduado pela Escola Politécnica de São Paulo/SP e conta com longa carreira no setor financeiro, tendo passado por Citibank, Goldman Sachs e Morgan Stanley, entre outras e é membro do Comitê Executivo do Banco há 4 anos. Ele assumirá a Presidência Executiva a partir de 2022-01-01 e será indicado para vaga no Conselho de Administração.

Na posição da liderança regional para a América do Sul, Sérgio Rial será substituído por Carlos Rey de Vicente, atual Vice-Presidente de Finanças e também integrante do Comitê Executivo do Santander.

JSCP
O Santander anunciou também o pagamento de JSCP (Juros Sobre Capital Próprio) no total de R$ 3,4 B, que, após a aplicação do IRRF, terá valor líquido de R$ 2,89 B, salvo acionistas imunes e/ou isentos. Cada ação ON corresponde a R$ 0,43404493761 bruto (R$ 0,36893819697 líquido), as PNs R$ 0,47744943137 (R$ 0,40583201667 líquido) e Units R$ 0,91149436899 (R$ 0,77477021364 líquido).

Farão jus ao provento os acionistas que se encontrarem inscritos nos registros da Companhia em 2021-08-04 (inclusive). A partir de 2021-08-05 (inclusive), as ações da Companhia serão negociadas 'ex-JSCP'. Os JSCPs serão pagos a partir de 2021-09-03 e imputados integralmente aos dividendos obrigatórios a serem distribuídos pela Companhia referentes ao exercício de 2021 sem remuneração a título de atualização monetária.













Ver mais mais lidas