24/09/2020 14:04:58 Avaliação de estragos expostos na Lava-Jato

BNDESPAR quer AGE da JBS

[Solers]

O BNDESPAR solicitou que a JBS (B3: JBSS3) convoque uma AGE (Assembleia Geral Extraordinária) para debater, como tema central, o Acordo de Leniência e a delação premiada de 7 executivos da Companhia para com o MPF (Ministério Público Federal) no âmbito da Operação Lava-Jato.

Vale ressaltar que, por meio dos acordos de Delação Premiada, foi revelada a prática de atos contrários à lei, ao Estatuto Social da Companhia, bem lesivos à própria Companhia, seus acionistas minoritários e demais stakeholders, como pagamento de vantagens ilegais a agentes públicos, lavagem de dinheiro por meio da emissão de notas fiscais frias e doações ilegais a campanhas eleitorais utilizando-se recursos da Companhia.

Com o fim do Procedimento Arbitral do qual a JBS foi interveniente, a BNDESPAR aproveitou para solicitar a AGE principalmente para que os acionistas da JBS "tenham oportunidade de discutir e decidir sobre medidas cabíveis em defesa dos direitos e interesses da Companhia à luz dos desdobramentos de tais fatos".

Outra temática que promete ser muito discutida na Assembleia é a possibilidade de ingresso de ação contra os ex-administradores da Companhia (os irmãos Wesley e Joesley Batista, Florisvaldo Caetano de Oliveira e Francisco de Assis e Silva) com vistas à defesa dos direitos e interesses dos acionistas, inclusive com relação às responsabilidades por prejuízos causados à Companhia por administradores, ex-administradores e controladores envolvidos nos atos ilícitos confessados nas Delações Premiadas e em outros acordos.

Em resposta ao pedido, a JBS limitou-se a informar que seu Conselho de Administração se reunirá em caráter extraordinário para apreciar o pedido.













Ver mais mais lidas